28/01/2011

O Câncer Não é o fim, mas o começo de uma nova vida


Sou paciente da FCECON desde junho de 2001, mas meu tratamento em relação à doença só teve inicio em janeiro de 2002 , foi ai que tudo começou, foi quando a corda se rompeu, quando tudo pareceu ter fim, foi difícil, e as marcas talvez nunca desapareceram, é horrível vem o desespero e a fragilidade, a vida se torna um verdadeiro conflito, um cruzamento de verdades e mentiras, certezas e dúvidas, diagnósticos e remédios, injeções e mutilações uma verdadeira linha cruzada .

Com tudo isso percebi que fugir não era a alternativa e diante de uma verdade nua e crua o Câncer (meu maior inimigo), resolvi então... Conhecê-lo, enfrentá-lo e derrotá-lo.
Aprendi que não adianta ignorar o inimigo, sabendo eu que ele existia e podia investir contra mim.
O que eu fiz? Armei-me, busquei expectativas, disposição, coragem, fé, lutei e venci.
Primeiro confiei em Deus depois na FCECON e finalmente na minha equipe médica, que não podia ter sido a melhor, o meu mastologista o Dr. Luciano Brandão excelente médico, a minha quimioterapeuta a Dr. Adelaide Portela enfim todos do hospital que iam cruzando o meu caminho, sem contar que observava um por um da minha família e via que todos estavam comigo nos meus piores momentos, o mais importante foi saber e sentir o “Amor em minha volta” Amor que Jesus nos ensina ater, a sentir e a transmitir. E posso dizer que sou extremamente feliz, pois, eu sinto este amor em minha vida.
Ninguém melhor do que eu para dizer como me sinto, depois de tudo isso, já cursei uma Faculdade de Pedagogia, hoje estou trabalhando não posso estar mais feliz do que estou e ainda sou Vice-Presidente do grupo GAMMA (Grupo de Apoio às Mulheres Mastectomizadas da Amazônia).
Em 29 de maio de 2009, fiz no próprio hospital a reconstrução da mama “Oncoplastia” que para mim foi um sucesso. Fiz com o meu próprio mastologista que me deixou linda, divina e maravilhosa. Mas para tudo isso precisei ser forte, animada e perseverei em todas as fases do meu tratamento.
Só quando passamos momentos difíceis em nossa vida podemos avaliar o que outras pessoas passam, à agonia, a tristeza, a insônia, a falta de apetite, a impaciência, ou seja, a quase depressão, que são os elementos que nos cercam quando somos acometidos por qualquer enfermidade que nos ameaça a vida, eu vivi tudo isso.
Em uma situação como essa, a maior de todas as terapias é o “AMOR” e o desejo de aprender com a tal experiência e de ajudar os outros torna tudo e qualquer tratamento mais suportável, o primeiro passo é a paz interior consiste em dar, e não quere recebê-la, e um excelente remédio para curar a nossa dor é ajudar e cuidar de dor dos outros. “Antes de morrer precisamos aprender a Viver”
Sabemos que o Câncer ainda nos dias de hoje mata e maltrata mais do que o necessário, o Câncer de mama envolve uma série de fatores. Símbolo da sensualidade e da vida, os seios perpetuam esta parte do corpo tão cheia de significados.
Por isso, precisamos saber que caminho trilhar, lógico o caminho de Deus, só Ele nos leva a conhecer pessoas e profissionais de todos os tipos, amorosos que entendem o que estamos passando e nos tratam com extremo carinho, são eles que nos fazem entendermos que “o Câncer não é o fim, mas sim, o começo de uma nova vida”.
A nossa vida é única, e os interessados nela somos nós mesmos. Por tanto, toda divulgação é válida e devemos buscar sempre a medicina preventiva. A oportunidade que se oferece de crescimento pessoal durante a quimioterapia pode e deve ser transmitida aos pacientes, pois, o desenvolvimento do amor próprio da resultado e aumentará o ânimo diminui a probabilidade de que abandonem prematuramente o tratamento.
Bem seria se não precisássemos da doença para aprender a nos amar e dar-nos valor a vida. Pois esta doença é nada mais do que células malignas do nosso próprio corpo que se desviaram, e para mudar este quadro, devemos ter fé suficiente para crer que o tratamento indicado nos possibilitará colocar, não só as células, como também a nossa mente e coração, no caminho certo. Não poderia haver melhor lugar para depositar a minha esperança do em Deus, meu Salvador. Porém, hoje é o dia que tenho de marcar e ser marcada, viver, construir, edificar. Tenho que alimentar as esperanças em minha vitória e viver a mesma compartilhando com os outros.
Compartilhando um sonho que fazia parte do projeto de Deus para minha vida, a cura que Deus me deu em meio a tantas lágrimas. Eu vibro com mais este dia que o senhor me deu. Se ainda estou aqui é porque o projeto de Deus para minha vida não terminou. Neste caso ninguém poderá impeli-lo.
Eu quero aprender a viver. Quero que todos vejam o meu voo, um vôo de um pássaro que vive a cantar e a sonhar. Pois... desistir jamais!


Att,
Marluce Miranda de Sousa.
Vice-Presidente do GAMMA

Um comentário:

Tuca disse...

Fiquei muito feliz por conhecer o trabalho que vcs fazem! Digno de reconhecimento!!! Parabéns!!! Tb estou na luta assim como vcs amigas e quero convida-las a participar de um projeto chamado "Eu quero ter um milhão de amigos", assim quero divulgar o trabalho e projeto de vcs da maneira que eu puder! Aguardo o contato de vcs em meu blog. Um beijos a todas!!!

o endereço do meu blog é wwwtucavit.blogspot.com (sem ponto depois do www).